Artigos

Um legado de 30 anos

por Mônica Botelho

Arte, cultura, educação. Nos últimos 30 anos, foram esses os principais pilares a manter viva e atuante a estrutura da FOJB, a Fundação Ormeo Junqueira Botelho – “entidade cultural, sem fins lucrativos, de caráter privado”, criada com capital proveniente das empresas que então formavam o braço têxtil do antigo Sistema Cataguazes-Leopoldina, hoje Energisa. Amplo e diversificado, como previsto no estatuto de sua fundação – instituída na cidade de Cataguases em 25.02.1987 –, seu campo de atividades engloba o desenvolvimento e manutenção de museus, arquivos e bibliotecas; a recuperação de sítios históricos; a restauração de obras de arte e arquitetônicas; a preservação do folclore e o patrocínio e programação de eventos e manifestações culturais.

leia o texto completo >>

FCOJB 30 ANOS: AMOR À CULTURA

por Ronaldo Werneck

“Eu tive uma sensação como nunca havia tido antes” – me confessou Cleonice Berardinelli. Era agosto de 1992, eu estava colhendo depoimentos para um vídeo que realizava sobre o CCBB, o Centro Cultural Banco do Brasil – e a hoje centenária Dona Cleo, a professora universitária agora pertencente à Academia Brasileira de Letras, acabara de proferir palestra sobre Fernando Pessoa. “Dou aulas há 47 anos, estou acostumada a dar conferências no Brasil e no exterior, mas o que eu nunca vi foi essa insistência em estar, em ficar. Ninguém saiu, ninguém se levantou. Esta atitude cultural que este Centro está criando é uma coisa que eu nunca vi no Brasil. Isso me causa uma satisfação quase enternecedora”.

leia o texto completo >>